ES HOJE

 
Vitória, ES.
Grande Vitória
Oferecimento:

Ruas do bairro Santa Helena em Vitória são tomadas por usuários de drogas

Foto: internauta
internauta
Os moradores do bairro Santa Helena estão assustados. Mais especificamente os que moram na rua entre a Praça Cristóvão Jacques, conhecida como Praça do Cauê e a Praça do Pedágio. As informações são de que o local está com circulação de usuários de drogas.
Um morador que pediu para não ser identificado, disse que a movimentação é frequente e durante todo o dia e a noite. E que os moradores se sentem ameaçados. “Já há registros de assaltos bem como ameaças a moradores e transeuntes da região perto de prédios importantes como o Ministério Público. O porteiro do nosso prédio já alertou para que não esperar caronas ou taxi do lado de fora, por causa do risco de assalto”.
O relato é que além dos moradores de ruas que permanecem por ali consumindo drogas, o morador observou pessoas que ele acredita ser traficantes vendendo as drogas e outras que passam por ali somente para consumir e comprar os entorpecentes.
“Ligações para o 190 são em vão visto que, quando chegam, eles se dissipam e escondem as drogas. Há câmeras na praça do pedágio mas as árvores impedem a visão, mesmo assim, a polícia não aparece. As pessoas usam a rua para transitar com medo de usar a calçada, tomada por eles. Moradores da área temem que o local acabe virando uma crackolandia como em outros pontos”, lamentou o morador.
Além de sua rua, outras do bairro Santa Helena são citadas em seu relato como ponto de usuários de drogas, como a Almirante Soído e Dukla de Aguiar. “Na rua atrás da minha a Dukla de Aguiar eu tenho a impressão que é pior já que é mais escura. Mas como lá é mais visado eles não permanecem por muito tempo”.
Em outubro de 2016, a reportagem do ESHOJE fez uma matéria com a mesma reclamação, no entanto, na rua Ulisses Sarmento, na Praia do Suá. Isso mostra que toda a região está tomada pelos usuários de drogas.
A Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) confirmou, em nota assim como na matéria da Rua Ulisses Sarmento, que o Serviço Especializado em Abordagem Social (Seas) tem constatado alguns entraves, como o uso intenso de substâncias psicotrópicas e o tráfico dessas substâncias no local. Que além disso, verificam a frequência no local de munícipes dos bairros adjacentes, que circulam pela área como compradores e usuários de substâncias, isto é, o público encontrando no local não se configura apenas por pessoas em situação de rua.
A nota ainda explica que o Seas já monitora o local e faz parte da rota diária da equipe. A Semas ressalta ainda que o trabalho é baseado na construção de vínculos e orientação, respeitando o tempo e a subjetividade do usuário, sem desconsiderar o caráter persuasivo para aceitação das propostas ofertadas, que são fundamentadas na garantia de direitos e na construção e/ou reconstrução de um novo projeto de vida. É importante esclarecer que a Abordagem Social é um serviço da Política de Assistência Social e nenhuma intervenção da equipe é realizada de forma coercitiva. Além disso, o Serviço Especializado em Abordagem Social, da Saúde, da Guarda Municipal e de Serviços pode ser acionado pelo Fala Vitória 156.
Já a Secretaria de Segurança de Urbana (Semsu) informou que a Guarda Civil Municipal realiza patrulhamento diário e constante em toda a região da Praia do Suá e Enseada do Suá. E que foi por meio da câmara de videomonitoramento localizada em local estratégico na região do entorno da Praça do Cauê, que a Semsu deteve diversos suspeitos e conseguiu recuperar carros roubados. As denúncias devem ser feitas pelo 190.

Comentários

O ESHOJE não publicará comentários ofensivos, obscenos, racistas, que estimulem a violência, sejam contra a lei ou não correspondam ao assunto da reportagem. Consulte nossa Política de Privacidade.

0 comentários publicados


Mais lidas
Facebook


ESHOJE © 2012, Todos os direitos reservados Anuncie   •   Fale Conosco