ES HOJE

 
Vitória, ES.
Carnaval
Oferecimento:

Andaraí quer colorir a passarela do samba

Foto: Bruno Barros
Bruno Barros
Uma paleta de cores. Não, não se trata de curso de auto maquiagem, mas não faltarão pessoas bem maquiadas, no rosto e no resto do corpo no Sambão do Povo quando a Andaraí passar. A escola de samba promete alas bem coloridas para animar a avenida com o enredo ‘Com uma paleta de cores vibrantes, Andaraí pinta seu carnaval’.
A agremiação do bairro Santa Marta, em Vitória, será a quinta a cruzar o sambódromo capixaba no primeiro dia dos desfiles das escolas de samba, que acontecerão em 18 e 18 de fevereiro. A ideia é contar a história das cores, lembrando países e significados.
O objetivo é levar um tema leve, bonito e fácil para agradar o público no Sambão do Povo.
O samba enredo é do André Filosofia e uma equipe convidada pelo presidente da escola, Márcio Roberto Ricardo. Ele revelou que a Andaraí vai desfilar com 15 alas e três carros alegóricos para levar todo o colorido à avenida. Ao todo, a agremiação pretende levar até 1,2 mil componentes. “Queremos mostrar as cores. O primeiro carro será o mais colorido, misturando cerca de oito cores nele. E o último vai representar a nossa bandeira, com nossas cores”, revelou o dirigente.
O desfile de 2017 terá algumas mudanças, como a realeza da bateria verde e rosa do mestre Caio Amorim, que há dez anos foi Patrícia Telles, mas entregou a coroa para a bela Juliane. Lauro Campos permanece como interprete e o casal de mestre-sala e porta-bandeira, Marcos Paulo e Pricylla Pirola, respectivamente, também seguem levando a bandeira.
Segundo o presidente Márcio Roberto, os ensaios abertos ao publico começarão nesta sexta-feira e seguirão neste dia durante todo o mês de janeiro e intensificados em fevereiro. “Serão ensaios itinerantes. Vamos passar por bairros próximos e pelas comunidades. Queremos levar esse carnaval para todas as pessoas”, afirma.
Como todas as escolas de samba – e tudo no Brasil – a crise apertou a agremiação de Santa Marta não pretende gastar com novidades para a avenida. A ideia é trabalhar com o que se tem, gastando dentro do que se pode, mas fazendo um desfile que envolva integrantes e foliões nas arquibancadas, mesas de pista e camarotes ao longo do sambódromo.
Marcio afirma que a escola conta com alguns colaboradores e também realiza eventos para conseguir recursos para o carnaval de 2017. “Não é fácil, mas nós somos fortes”, garante.
Faltando um pouco mais de um mês para o carnaval, o presidente diz que está uma correria misturada com ansiedade e emoção. “Está uma loucura agora. Falta pouco tempo e temos que correr atrás das coisas para mostrar um carnaval bonito para as pessoas: elas merecem ver o melhor”, conclui.

Comentários

O ESHOJE não publicará comentários ofensivos, obscenos, racistas, que estimulem a violência, sejam contra a lei ou não correspondam ao assunto da reportagem. Consulte nossa Política de Privacidade.

0 comentários publicados


Mais lidas
Facebook


ESHOJE © 2012, Todos os direitos reservados Anuncie   •   Fale Conosco