ES HOJE

 
Vitória, ES.
Meio Ambiente
Oferecimento:

Diretor do SAAE: o Rio Doce está completamente morto

Foto: Divulgação/Giovani Pagotto
Divulgação/Giovani Pagotto
Um Rio Doce completamente contaminado e morto. É o que aponta resultado de análises laboratoriais de amostras da água do rio encomendadas pelo Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Baixo Guandu. Foi detectada, na onda de rejeitos das barragens rompidas em Mariana, a presença de partículas de metais pesados como chumbo, alumínio, ferro, bário, cobre, boro e até mesmo mercúrio.
Luciano Magalhães, diretor do SAAE, define a situação como aterradora. “A situação pode ser resumida em duas palavras: rio morto. Na última terça-feira (10), recolhemos amostras de três pontos do Rio Doce em Minas Gerais. O primeiro no Centro de Governador Valadares, uma água muita densa de rejeitos, a outra a 10km abaixo de Valadares e em Galileia. Somente a do Centro estava inviável de captação, impossível de tratar”, afirmou.
E completou: “Não serve mais para nada, nem para irrigação e nem para os animais, muito menos para consumo humano. O cenário é o pior possível. O Rio Doce acabou. Parece que jogaram a tabela periódica inteira. Nossa medida agora é buscar alternativas para captação de água. Já estamos fazendo um canal de desvio do Rio Guandu até a estação elevatória do SAAE”.
Os municípios de Baixo Guandu e Colatina, que dependem da água do Rio Doce para captação, ganharam um pouco mais de tempo até a chegada da lama contaminada. O Serviço Geológico do Brasil (CPRM) divulgou boletim atualizado no final da tarde desta quinta-feira (12) e a nova previsão é que chegue a Baixo Guandu após segunda-feira (16), em Colatina, depois de terça (17).
Linhares, onde está localizada a foz do Rio Doce, também será atingida, com previsão para o dia 19. A cidade sofrerá danos, sobretudo no setor pesqueiro, mas não deve ter problemas no abastecimento de água. O município utiliza o Rio Pequeno para fazer a captação para consumo humano.
Em Baixo Guandu a alternativa analisada é fechar a represa do Rio Guandu. “Estamos nos reunindo com a prefeitura e as secretarias para arrumas formas de minimizar os impactos. Estamos tentando fazer uma solução paliativa pelo Rio Guandu, que a vazão já é bem menor do que o Doce, e está mais baixo ainda devido à essa seca prolongada. A Secretaria de Obras vai tentar fechar a represa do Rio Guandu, para que ele aumentar o volume de água reservada e depois vamos desviar, para que poder fazer a captação para o consumo”, explicou o diretor do SAAE.
O Governo Estadual divulgou nota nesta quinta (12), solicitando ao Governo Federal o apoio do Ministério da Integração Nacional e do Exército Brasileiro para enfrentar os problemas que serão causados pela passagem da lama de rejeitos pelo território capixaba. A principal preocupação é com o atendimento à população e fornecimento de água potável.

Comentários

O ESHOJE não publicará comentários ofensivos, obscenos, racistas, que estimulem a violência, sejam contra a lei ou não correspondam ao assunto da reportagem. Consulte nossa Política de Privacidade.

6 comentários publicados


  • 15/11 às 00:39
    Maria disse:

    Como saber se é verdade???? Se há mesmo perigo das outras barragens rebentarem??? Quais os organismos que estão verificando???? https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1097289430282244&set=a.331697270174801.91093.100000035923046&type=3&theater



  • 14/11 às 09:50
    Zé desconfiado disse:

    ISSO PODE SER OBRA DO GOVERNO, ESSA MINERADORA DEVE TER ALGO JUNTO COM O GOVERNO FEDERAL ONDE ELES OBTIVERAM A ORDEM DE REALIZAR TAL CATASTROFE PARA QUE AS NOTICIAS VOLTASSE PARA ESSA TRAGEDIA ESQUECENDO A LAMA DE ME....DA QUE ESTA EM BRASILIA. ESSA EMPRESA ERA PRA NO MINIMO EM PRIMEIRO LUGAR PROVIDENCIAR AGUA PARA TODOS QUE ESTAO SOFRENDO, AO MESMO TEMPO TRATAR O RIO DANDO-LHE VIDA NOVA.



  • 14/11 às 00:32
    Brasil de Abreu disse:

    Isso só acontece num país onde quem tem por dever fiscalizar, não cumpre com suas obrigações (nunca cumpriram) e honestidade é um produto escasso. Uma empresa que jamais fez uma simulação de treinamento sobre casos de perigo, coisa que as companhias aéreas fazem periodicamente...apenas extraem minérios, ganham muito e o nome dos responsáveis não é divulgado pela mídia. Nao é este o meu país...



  • 13/11 às 22:28
    Paulo Eduardo disse:

    E a maldita Samarco, obviamente, nada fará (embora diga que está fazendo) e TUDO VAI TERMINAR EM PIZZA! E VIVA O BRASIL!!!



  • 13/11 às 16:28
    Angella Maris disse:

    Estou me perguntando se a contaminação do Rio Doce realmente era inevitável. O rompimento da barragem aconteceu na tarde do dia 05/11 e o Rio Doce só foi atingido sábado (07/11) pela manhã. Neste meio tempo não era possível construir alguma coisa pra proteger o rio? Ou alguma coisa pra desviar a lama? T.T



  • 13/11 às 14:26
    Jonas disse:

    Crime em nome da ganancia ! Desejos não tratados como forma de reduzir custos de produção, e existe conivência dos órgãos que deveriam fiscalizar. Agora todos ao longo do rio irão pagar caro em todos os sentidos. E a empresa multinacional que veio explorar a riqueza do Brasil vai ficar impune pois o que ela vai pagar não representa o verdadeiro prejuízo feito.



Mais lidas
Facebook


ESHOJE © 2012, Todos os direitos reservados Anuncie   •   Fale Conosco