ES HOJE

 
Vitória, ES.
Grande Vitória
Oferecimento:

Defesa Civil vistoria prédio do TRT e não constata risco de desabamento

Foto: Dayana Souza
Dayana Souza
Técnicos da Defesa Civil Municipal de Vitória realizaram vistoria no prédio do Tribunal Regional do Trabalho (TRT-ES), localizado próximo ao Parque Moscoso, na capital, e não constataram risco de desabamento da estrutura. A fiscalização foi feita no início da tarde desta quarta-feira (07), logo após servidores do órgão deixarem o local relatando tremores na edificação. A causa dos abalos pode estar ligada às explosões de pedras na Baía de Vitória.

A vistoria foi pedida pelo próprio TRT-ES, durou cerca de duas horas e foi realizada por uma equipe de cerca de 20 profissionais, entre eles técnicos das Defesas Civil Estadual e Municipal e do Corpo de Bombeiros.

Após a vistoria, o coordenador da Defesa Civil Municipal, Jonathan Jantorno, informou que a equipe encontrou fissuras de pintura nas paredes dos últimos três andares, porém essas evidências não comprometem a estrutura da edificação e não oferecem risco de desabamento.

O coordenador ainda revelou que, há cerca de um mês, os servidores têm relatado que sentem alguns tremores no prédio e apontam as explosões de pedras do fundo do mar da Baía de Vitória (para aumentar o calado da Baía) como a causa dos abalos.

prédio da defesa civil“O que aconteceu hoje, na verdade, foi que o pessoal meio que se apavorou, ficou em pânico. Um foi passando a notícia para o outro, como um boato ‘o prédio vai desabar, o prédio vai desabar’”, disse Jantorno. “A análise preliminar constatou que não há risco e o prédio não vai ficar interditado”, completou.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil de Vitória, oficialmente, ainda não foi descartado que as explosões das pedras tenham afetado a estrutura do prédio. A comprovação da hipótese dependerá da análise dos laudos da Codesa, que foram solicitados com urgência pela Defesa Civil.

“Estamos solicitando à Codesa os laudos com os períodos das explosões e solicitamos também que a Codesa informe ao Tribunal e à Defesa Civil o raio de ação dessas explosões, até onde pode chegar essa onda. Isso terá que ser comprovado pelos laudos. Se está dentro do nível aceitável ou não. Dependendo do nível, pode prejudicar a edificação”, revelou.

O laudo da Defesa Civil Municipal sobre a situação do prédio do TRT-ES será finalizado ainda hoje e encaminhado à presidência do Tribunal, na manhã desta quinta-feira (08), para que possa liberar o funcionamento do local.

Foto: Dayana Souza
Dayana Souza
Apesar de susto, evacuação do prédio foi ordeira

Era por volta das 11h30, quando os funcionários do TRT-ES deixaram o prédio relatando tremores na estrutura do local. Aproximadamente, 60 pessoas estavam dentro do tribunal no momento da evacuação, todas elas servidores, já que o atendimento ao público ainda não estava sendo realizado.

“A evacuação foi tranquila e ordeira”, disse o advogado Antônio Laranja que trabalha em um escritório ao lado do TRT e acompanhou a movimentação.

O vendedor ambulante, Sérgio Bessa, vende água de coco ao lado do tribunal e relatou não ter percebido nenhum tremor. “O pessoal desceu e ficou do outro lado da rua conversando sobre a situação. Ninguém desceu em pânico. Foram só alguns que falaram que sentiram os tremores no prédio”, contou ele.

O Corpo de Bombeiros e técnicos da Defesas Civil Estadual e Municipal estiveram no local e vistoriaram o prédio. A análise preliminar não constatou risco de desabamento da estrutura.

De acordo com a assessoria de imprensa do tribunal, o laudo oficial da Defesa Civil Estadual ficará pronto ainda hoje, no início da noite. A vistoria foi realizada a pedido do próprio Tribunal Regional do Trabalho do Espírito Santo (TRT-ES), devido a rumores acerca da existência de tremores percebidos no Edifício Vitória Park.

O expediente foi suspenso pela presidência do TRT-ES, como medida de precaução, atendendo a demanda de agentes múltiplos que utilizam os serviços da Justiça do Trabalho. O expediente será retomado nesta quinta-feira (08).




ESHOJE © 2012, Todos os direitos reservados Anuncie   •   Fale Conosco