ES HOJE

 
Vitória, ES.
Saúde
Oferecimento:

Rede Abraço: Projeto vai ajudar na recuperação de dependentes químicos


Foto: Thiago Guimarães/Secom-ES
Thiago Guimarães/Secom-ES
Na manhã desta quinta-feira (06) aconteceu no Palácio Anchieta o lançamento da Rede Abraço, o Programa de Ações Integradas sobre Drogas. O programa vai atuar com a internação voluntária, em quatro frentes: prevenção, tratamento e reinserção social; governança e pesquisa, capacitação e informação.

O Salão São Tiago ficou repleto de empresários, líderes religiosos, juristas, políticos, Ongs e sociedade civil organizada para conhecer a Rede Abraço, que irá atuar dentro das diretrizes do Programa de Governo, o Estado Presente, na redução da violência, criminalidade e vulnerabilidade social.
Inserido na Secretaria de Estado de Governo e gerenciado pela Coordenação Estadual sobre Drogas, o programa vai contar com parcerias entre o Terceiro Setor, Prefeituras, Governo Federal e as famílias.

“O objetivo da Rede Abraço é ofertar serviços diferenciados, com rede de atendimento para as diversas situações, visando ampliar as oportunidades de recuperação de dependentes e apoio a suas famílias, reconhecendo que a Política sobre Drogas é intersetorial e transversal. O Governo e seus parceiros oferecem os serviços, e cabe às famílias ingressarem conosco para o sucesso da recuperação do cidadão”, afirmou o secretário de Estado de Governo, Tyago Ribeiro Hoffmann.

Além de fortalecer as redes de atenção psicossocial dos municípios, na estruturação de serviços como: CAPS (Centros de Atenção Psicossocial), CRAS (Centro de Referência de Assistência Social), CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social), Serviço de Abordagem, Centros POP (Centros de Referência Especializados para Pessoas em Situação de Rua), PETI (Programa de Erradicação do Trabalho Infantil) e demais atores intersetoriais, o programa vai contar também com um Centro de Acolhimento.

O governador Renato Casagrande afirma que a Rede Abraço significa acolhimento, proteção e acompanhamento terapêutico. Mas significa também um novo enfoque, mais solidário com as vítimas da dependência química, suas famílias e seus amigos. “Essa nova rede trabalha a humanização do atendimento e uma presença ativa com a qual todos possam contar, nos seus momentos mais difíceis”, destacou.

Casagrande também afirmou que as famílias esperam do Governo atenção, sensibilidade e apoio. “Foi no campo dessa convicção que plantamos o conteúdo e a orientação da Rede Abraço. Em parceria com os municípios e com as mais diversas entidades filantrópicas e assistenciais do Estado, estamos estruturando uma vasta rede de acolhimento, tratamento especializado e apoio psicossocial para os dependentes químicos e seus familiares”, disse.

O governador explica que todos devem compreender que não há Governo capaz de enfrentar sozinho, sem a participação direta e ativa da sociedade, os grandes desafios sociais da atualidade, principalmente no que diz respeito à segurança pública.

“Nosso compromisso com os capixabas é promover o crescimento sustentável do Estado e garantir que todos possam ter acesso aos benefícios desse crescimento, em todos os níveis, em todas as áreas e em todas as regiões. E tratar a família como fundamento de uma política social inovadora, justa e humanista é o caminho mais curto e seguro para a construção de uma nova sociedade e de um novo tempo, de prosperidade, diálogo, paz e muitas realizações pessoais para todos que vivem nesse nosso Espírito Santo”, concluiu.

O Centro contará com um serviço de Call Center, para orientação do serviço, informação e mediação do Centro com os órgãos intersetoriais de afinidade e sociedade em geral. “Essa contato poderá acionar a equipe volante composta por assistente social, psicólogo, conselheiro terapêutico e motorista, visando exercer o papel de primeira abordagem”, afirmou o Coordenador Estadual Sobre Drogas, Ledir Porto.
Todas as ações serão mediadas por um processo de formação contínuo dos profissionais envolvidos. Todo o planejamento, desenvolvimento e avaliação das formações e capacitações vão ser realizadas com a governança de uma equipe técnica, que vai dialogar com os setores envolvidos nos serviços disponibilizados, com formulações de protocolos.

Edital de Credenciamento

As Instituições Acolhedoras serão credenciadas por meio de edital, lançado também durante o evento. O edital tem como fundamento as normas que orientam esses serviços, como exigências previstas na resolução RDC29 da Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária e Corpo de Bombeiros. O edital ficará aberto por tempo indeterminado, pois para o credenciamento das Instituições Acolhedoras, o Centro de Triagem vai contar com uma equipe de gestão que irá apoiar e orientar as mesmas, quanto ao ingresso ao edital. Essa equipe de gestão terá entre outros profissionais, administradores, contadores e advogados.

Reinserção Social

No que tange à reinserção social, quando acolhido voluntariamente e dentro da proposta terapêutica, os usuários dos serviços de acolhimento terão cursos de formação profissional para que quando tiverem alta do tratamento, eles possam ser inseridos, além do seio familiar, no mercado de trabalho. Além disso, dentro dessa mesma proposta, estão contempladas atividades laboratoriais, culturais e esportivas.
A Rede Abraço é um importante programa do Governo do Espírito Santo e a Secretaria da Ciência, Tecnologia, Inovação, Educação Profissional e Trabalho (Sectti) será parceira no projeto com a Coordenação Estadual sobre Drogas. Para o secretário Jadir Péla a qualificação profissional é um dos caminhos necessários para auxiliar no tratamento dos dependentes químicos. “O tratamento é um trabalho integrado por diversas ações, uma delas é a qualificação profissional que irá permitir que o dependente seja inserido em um contexto socioeducativo e possa aproveitar as oportunidades que o mercado capixaba está ofertando. Isso irá contribuir para que ele obtenha uma nova perspectiva para a vida dele e da sua família”.

“A Secretaria de Estado de Agricultura (Seag) e o Incaper estarão em parceria com a Rede Abraço. Trata-se de um programa importantíssimo e de grande abrangência em todo o Estado, e vamos atuar oferecendo cursos de capacitação no cultivo e manutenção de hortas e também de hortas medicinais. Com isso, esperamos trazer aprendizado e também uma ocupação importante e agradável aos que estiverem em tratamento”, afirmou o secretário Enio Bergoli.

No período de acolhimento do cidadão, outra questão abordada e fundamental para o governador Renato Casagrande é a atenção às famílias. Elas serão acompanhadas por profissionais da Rede Abraço que irão dar o suporte e orientação, reforçando assim sua importante participação, quanto ao processo de recuperação e prevenção de recaída.

Para os líderes religiosos que estiveram na solenidade, a Rede Abraço veio para somar e certamente este programa terá muito êxito. Eles afirmaram ainda, que as famílias dos dependentes têm um papel essencial nesta batalha.

Para o Apóstolo Lauro, a Rede Abraço veio realmente para abraçar não só o indivíduo, mas também a família. “As minhas impressões sobre o programa foram as melhores. Muito bom ver o governador em seu discurso, dizendo que o programa não vai tratar somente do cidadão, mas sim, da instituição mais importante que existe: a família. E com essa união de forças, a Rede Abraço irá nos trazer grandes resultados”.

O bispo diocesano Dom Décio Sossai Zandonade afirmou também que “a Rede Abraço tem grandes parceiros, várias pastas de Governo, Ongs e por isso será muito bem vinda. E o mais importante é que não se esqueceram das famílias, pois não basta somente tratar do paciente”.

Comentários

O ESHOJE não publicará comentários ofensivos, obscenos, racistas, que estimulem a violência, sejam contra a lei ou não correspondam ao assunto da reportagem. Consulte nossa Política de Privacidade.

2 comentários publicados




ESHOJE © 2012, Todos os direitos reservados Anuncie   •   Fale Conosco