ES HOJE

 
Vitória, ES.
Geral
Oferecimento:

Sindicatos não vão aderir greve geral, marcada para 1º de Julho

Foto: Dayana Souza
Dayana Souza
Julho ainda nem chegou, mas novas manifestações estão previstas para acontecer em todo o País já na próxima semana. A primeira delas está marcada para segunda-feira (1º), com a chamada greve-geral que está sendo mobilizada através das redes sociais. Os médicos dizem que também vão parar alguns serviços de saúde na quarta-feira (3).

A greve geral está sendo mobilizada através das redes sociais. Várias páginas foram criadas no Facebook e dizem que “o Brasil vai parar”.

O Sindicato dos Trabalhadores e Servidores Públicos do Espírito Santo (Sindipublicos) orienta os servidores públicos a não aderirem à greve geral, marcada para dia 1º.

De acordo o secretário do Sindiupes, Haylson De Oliveira, o sindicato reconhece o clamor da população que quer mostrar indignação a corrupção e cobrar melhorias na saúde, educação, segurança, infraestrutura, igualdade e outras demandas.

“Não estamos questionando a legitimidade da manifestação, do povo externar sua indignação. Mas, não identificamos uma referência, líderes, organizadores desse protesto. São páginas criadas no Facebook e o Sindipublicos recomenda não participar”, disse Oliveira.

Em oposição à medida do governo federal de trazer médicos estrangeiros para o Brasil, os médicos brasileiros prometem externar repúdio indo às ruas. A manifestação, que é nacional, deve paralisar alguns serviços de saúde na próxima quarta-feira (3). De acordo com o diretor do Sindicato dos Médicos do Espírito Santo (Simes), Gustavo Picallo, a entidade apóia a mobilização nacional. Porém, definirá nos próximos dias como se dará o protesto no Espírito Santo

O Sindipublicos sinalizou que vai aderir à greve, organizada pelas centrais sindicais, prevista para a quinta-feira (11). O sindicato ainda define como se dará a participação das categorias representadas pela entidade e as suas pautas.

Sindicato dos Rodoviários (Sindirodoviarios): O Sindicato não vai aderir à greve geral marcada, no Facebook, para segunda-feira (1º). Caso haja a paralisação, a diretoria avaliará se impede os carros de saírem das garagens. Segundo o presidente, Edson Bastos, isso por precaução e para preservar a vida dos trabalhadores do transporte público.

Sindicato dos Trabalhadores e Servidores Públicos do Espírito Santo (Sindipublicos): Orienta os servidores públicos a não aderirem à greve geral de segunda-feira (1º). Sinalizou que pretende aderir a greve no dia 11 de julho.

Sindicato dos Trabalhadores e Servidores Públicos do Espírito Santo (Sindiupes): Não orienta greve na segunda-feira (1º).

Sindicato dos Bancos (Sindibancarios): Não vai aderir a greve geral de segunda-feira (1)

Sindicato dos Empregados no Comércio do ES (Sindicomerciários): Orientou os trabalhadores a aderirem manifestações por melhores condições de trabalho, mas sem paralisar as atividades.

Sindicato dos Médicos do Espírito Santo (Simes): Define quando será a manifestação dos médicos capixabas. O ato nacional está marcado para quarta (3). Os serviços de urgência e emergência serão mantidos.

Comentários

O ESHOJE não publicará comentários ofensivos, obscenos, racistas, que estimulem a violência, sejam contra a lei ou não correspondam ao assunto da reportagem. Consulte nossa Política de Privacidade.

0 comentários publicados




ESHOJE © 2012, Todos os direitos reservados Anuncie   •   Fale Conosco